teatro meia volta
e
depois à esquerda
quando eu disser
o público
vai ao
teatro

Joyeux Anniversaire / 2021 (em criação)

Joyeux Anniversaire - residência de criação

Joyeux Anniversaire - © Rui Palma

1 / 1

Celebrar um aniversário consegue ser simultaneamente entusiasmante, nostálgico e assustador. Se por um lado é excitante a ideia de uma grande festa, de reunir pessoas de quem se gosta e celebrar o facto de se estar vivo, nunca se consegue evitar espreitar para trás das costas e pensar no que ficou lá longe, naquilo que nunca chegou a acontecer ou nunca mais acontecerá – aquele ‘quase’ que nunca se completou. Mas talvez ainda mais assustador seja olhar para a frente: o medo imediato de que a festa seja um fracasso ou o pavor secreto de falhar o resto da vida também.

Em 2021, o teatro meia volta e depois à esquerda quando eu disser celebra o seu 15º aniversário. Para marcar a efeméride, os cinco artistas associados estão a preparar uma espectáculo-celebração que se propõe a reflectir sobre esta estranha coisa de contar a passagem do tempo.

O teatro meia volta é um adolescente, ainda que 15 anos no panorama cultural do nosso país já seja uma prova de força e resistência. Mas os seus artistas associados já cá andam há mais tempo, já chegaram àquela idade que se chama de meia e onde olhar para trás e para a frente começa a ser cada vez mais inquietante. Talvez este espectáculo os ajude a responder à pergunta que se demora entre as mãos: “o que fazer com o resto da vida?”

EQUIPA ARTÍSTICA

Criação e interpretação – Alfredo Martins, Anabela Almeida, Cláudia Gaiolas, Luís Godinho e Sara Duarte
Texto – André Tecedeiro
Cenografia – Carla Martinez
Assistência de cenografia – Isabelle Ivone Dekien
Figurinos – Ainhoa Vidal
Iluminação – Daniel Worm D'Assumpção
Assistência de iluminação - Pedro Nabais
Som – Pedro Gonçalves
Produção Executiva – Cláudia Teixeira

PRODUÇÃO

teatro meia volta e depois à esquerda quando eu disser

APOIO

Governo de Portugal – Ministério da Cultura/Direcção-Geral das Artes

RESIDÊNCIA DE CO-PRODUÇÃO

O Espaço do Tempo

ESTREIA

Junho de 2021, Casa do Capitão, Lisboa

teatro meia volta
e
depois à esquerda
quando eu disser
o público
vai ao
teatro